Reflorestamento

A preocupação com a manutenção da cobertura do solo é de grande importância quando se trata da produção de água. Em se tratando de um programa de recuperação e conservação ambiental, é preciso, além de manter as coberturas vegetais ainda existentes, recuperar o que foi degradado, sobretudo nos locais de importância ecológica, pois é preciso garantir a função social da terra.

Em 2011, foi realizada a primeira atividade de reflorestamento do Graipu Água e Vida. Uma área de 2 hectares, com mata ciliar degradada, foi isolada e recebeu o plantio de mil mudas de árvores nativas da região de Mata Atlântica, bioma no qual estamos localizados.

Essa recuperação com espécies nativas favorece o aumento da quantidade e a melhoria da qualidade da água nos cursos d’água, além de melhorar a paisagem local e recuperar o banco genético daquela área.