Carregando 0.00%

Unidade de Tratamento de Resíduos

Na Estação de Tratamento de Água (ETA) ocorre todo o processo de potabilização da água, o que a torna própria para consumo humano. Esses processos têm características similares a qualquer indústria, onde determinada matéria prima é trabalhada, resultando em um produto final acabado. Assim como vários outros processos industriais, o tratamento de água gera resíduos. As diversas etapas do tratamento da água geram flocos de sujeiras que são retidos nas unidades da ETA.

Os floculadores e decantadores da ETA são lavados periodicamente e com frequência definida em função da sazonalidade. Os procedimentos de limpeza e manutenção do sistema geram resíduos líquidos, chamados “lodo”, formado pelas impurezas contidas na água bruta e por produtos químicos usados no processo de tratamento, como o sulfato de alumínio.

A Unidade de Tratamento de Resíduos (UTR) consiste em um processo ainda pioneiro no Brasil, através do qual o resíduo líquido (água + lodo) é destinado à UTR com o objetivo de realizar o tratamento.

Através de um processo lento de filtração, a água é separada do lodo, tornando-se clarificada. O lodo fica retido nos tanques da UTR e após secagem e retirada poderá ser conduzido aos aterros sanitários.

A concepção do sistema garante uma operação simplificada, que não envolve equipamentos mecânicos e não consume produtos químicos e nem energia elétrica.

A UTR contempla 04 tanques de concreto,com pequena profundidade, com declividades longitudinal e transversal e com volume suficiente para receber a descarga completa dos decantadores, ou seja, com capacidade de 464 m3.

A interligação dos decantadores da ETA aos tanques foi feita através de uma tubulação no diâmetro de 300 mm com dispositivo de manobra e by-pass para o sistema antigo.

Os tanques que compõem a UTR apresentam as seguintes características:

  • Número de unidades

  • 4

  • Largura

  • 7,5 m

  • Comprimento

  • 16,0 m

  • Declividade longitudinal

  • 1,5%

  • Declividade transversal

  • 15,0%

  • Altura na entrada

  • 0,40 m da borda

  • Entradas

  • 2 por tanque DN 150

  • Saídas a 0,40 m da borda

  • 2 por tanque DN 75

  • Saídas a 0,70m da borda

  • 2 por tanque DN 75

  • Saídas a 0,90m da borda

  • 2 por tanque DN 75

  • Saídas de fundo

  • 1 por tanque DN 100

  • Volume de cada tanque

  • 116 m³

  • Volume total da unidade

  • 464 m³