Carregando 0.00%

Começam as obras de interceptação de esgoto dos ribeirões Graipú e Matadouro

Uma das obras mais aguardadas pela população guanhanense  - a ampliação do sistema de esgotamento sanitário dos córregos Graipu e Matadouro, tiveram início em julho. A duração da obra é de seis meses e consiste na construção de 4.951metros de rede interceptora  de esgoto, sendo 1.015 metros no córrego Matadouro e 3.936 metros no córrego Graipu.  Os recursos do investimento – cerca de R$ 1.137.941,06 são do governo federal, através da FUNASA com contrapartida de R$ 31.766,10 para o SAAE.

As obras vão eliminar centenas de pontos de lançamento de esgoto nos ribeirões. Os interceptores levarão o esgoto coletado até a ETE, beneficiando cerca de 6 mil pessoas.

Para o Presidente da autarquia, Eng. Luiz Pereira Rodrigues, essas obras de interceptação de esgoto nos ribeirões aumentarão significativamente o percentual de esgoto tratado, resultando num benefício de grande importância social e ambiental. A conclusão das obras está prevista para dezembro deste ano e vão transformar Guanhães em uma das poucas cidades brasileiras com capacidade para tratamento de 100% de seu esgoto.

 O presidente afirmou ainda que a autarquia concentra esforços para a execução imediata das obras de interceptação de esgoto do córrego Vermelho, que começa na ponte do bairro Santa Tereza, segue o entorno da Av. Milton Campos até nas imediações do Posto Pica pau, onde já existe a rede coletora.

Parte dos recursos liberados pela Funasa – cerca de R$ 492.920,32 já estão utilizados para obras de urbanização na ETE – Estação de Tratamento de Esgoto.